Campanha estimula consumo da agricultura familiar catarinense

Possibilidades de conexões entre os produtores e os profissionais compradores das empresas será ampliada e poderá se dar o ano inteiro

Além de fortalecer a participação de pequenas empresas do Estado, a iniciativa pretende regionalizar a oferta de produtos aos supermercados catarinenses

Estado

Estimular o consumo de produtos da agricultura familiar do Estado, esse é o objetivo de um projeto da SAR (Secretaria de Estado da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural), por meio da Epagri, juntamente com Acats (Associação Catarinense de Supermercados). Após uma pesquisa da Epagri que mapeou fornecedores, para a aproximação com as redes supermercadistas, a chegada destes produtos aos consumidores catarinenses deve ficar mais fácil.

Além de fortalecer a participação de pequenas empresas do Estado, a iniciativa pretende regionalizar a oferta de produtos aos supermercados catarinenses. Nessa primeira etapa, 517 empreendimentos foram mapeados em 13 categorias de produtos, movimentando a economia em dez regiões abrangidas pela Acats.

“O setor supermercadista, assim como a produção agrícola, tem grande capilaridade regional e será muito positiva esta aproximação que ganha mais força neste momento. O Governo do Estado está entusiasmado com o projeto e temos certeza de que agregará muito mais famílias em relação a este grupo inicial”, defende o secretário da Agricultura, Ricardo de Gouvêa. Para ele, oferecer competitividade dentro do setor alimentício, entre empreendimentos e produtores, é uma das funções da secretaria. A opinião dele foi reiterada pela presidente da Epagri, Edilene Steinwandter, que lista diversos aspectos vantajosos do projeto, como a qualificação à atividade do campo, geração de empregos e consequente fixação de famílias, disponibilização de produtos frescos e saudáveis aos consumidores. “Acredito que a rede de trocas possa se organizar muito melhor em busca de eficiência diante desta campanha que busca ser facilitadora: o produtor terá ganho de novos conhecimentos com a capacitação de sua atividade e os mercados terão soluções de agro muito mais próximas, agilizando a questão logística tendo produtores mais perto de suas lojas. Enfim, é uma soma de razões para levar esta iniciativa ao sucesso”, afirma.

O presidente Acats, Paulo Cesar Lopes, ressalta que este apoio a produtores familiares já ocorre de forma espontânea por parte de várias empresas supermercadistas, principalmente as que têm lojas em regiões de forte demanda agrícola. “O que vai acontecer a partir desta parceria é que as possibilidades de conexões entre os produtores e os profissionais compradores das empresas será ampliada e poderá se dar o ano inteiro. A campanha vai atrair atenção de novos produtores que buscam mais varejos para as demandas de produção”, afirma o dirigente.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui