“Indicadores econômicos de Santa Catarina apontam para a retomada de crescimento”

Foto: Freepik

A economia de Santa Catarina começa a demonstrar índices sólidos de retomada do crescimento após as complicações geradas pela pandemia de Covid-19.

Indicadores divulgados na última semana pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) apontam para altas acima da média nacional nos setores de indústria, comércio e serviços no Estado.

No caso da indústria, o crescimento foi de 10,1% em julho, enquanto a média nacional para o setor ficou em 8%. O comércio, por sua vez, teve alta de 3,5%, a maior taxa do Centro-Sul brasileiro. O setor dos serviços registrou incremento de 3,1%, diante de uma alta nacional de 2,6%.

O estado registrou em julho um saldo positivo de mais de 10 mil empregos formais, o terceiro melhor do país. Em junho, também já havia ocorrido um saldo positivo, com geração de cerca de três mil postos de trabalho.

O governador Carlos Moisés frisa que a diversidade da economia catarinense será importante para este momento de retomada. Na avaliação do chefe do Executivo estadual, os números apresentados na semana passada são importantes também para recuperar a confiança do setor produtivo, com a sensação de que o momento mais agudo da crise já passou.

“A economia de Santa Catarina é diferenciada e pujante. Tivemos um momento de queda e agora é a hora de retomada, de olhar para frente. Nosso Estado tem potencial para ser o primeiro do país a se recuperar completamente. É para isso que estamos trabalhando. A administração estadual sempre se colocou como uma parceira do setor produtivo e isso vale mais do que nunca agora”, destacou o governador.

O secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável, Rogério Siqueira, também destacou que alguns setores da economia jamais pararam, mesmo com a pandemia.

“Santa Catarina foi um dos primeiros estados a tomar as medidas de prevenção. Os números demonstram que seremos também um dos primeiros a se recuperar, resultado de um trabalho em conjunto com o setor produtivo e sustentado na construção de políticas de desenvolvimento perenes. Os índices positivos contribuem no fortalecimento desta espiral de prosperidade, esperança e confiança”, avalia Siqueira.

Brasil também se recupera

A atividade econômica registrou três meses seguidos de crescimento, segundo dados do Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br), que apresentou em julho expansão de 2,15%. Os dados foram divulgados nesta segunda-feira (14).

Nos meses anteriores, em maio e junho, também houve crescimento: 1,86% e 5,32%, respectivamente, de acordo com dados revisados pelo BC.

Em março, início das medidas de isolamento social necessárias para o enfrentamento da pandemia de covid-19, o IBC-Br caiu 5,89%. Em abril, foi registrada a pior queda: 9,37%. Esses resultados são dessazonalizados, ou seja, ajustados para o período.

Sorte jaraguaense

Um jaraguaense está entre os apostadores que acertaram 15 dezenas do concurso nº 2030 da Lotofácil e leva para casa a bolada de R$ 2,499 milhões.

O sortudo está entre as quatro apostas vencedoras da Lotofácil no estado, junto com duas apostas de Chapecó e uma aposta – em bolão, em nove cotas – de Joinville.

A aposta vencedora foi feita na Lotérica Vila da Sorte, na Vila Lenzi.

Ao todo, foram 50 apostas vencedoras com 15 dezenas no concurso 2030. Cada uma das apostas leva a bolada de R$ 2,499 milhões.

Expectativa de inflação

O mercado financeiro espera por inflação maior este ano. Instituições financeiras consultadas pelo Banco Central (BC) alteraram a projeção para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de 1,78% para 1,94%, neste ano.

A estimativa de inflação está no boletim Focus, publicação divulgada todas as semanas pelo BC, com a projeção para os principais indicadores econômicos.(Fonte: Rede OCP News)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui