Pedra brita causa acidentes e vítima fica mais de 7 horas presa em ferragens

Automóvel Corolla, do vereador eleito de Jacinto Machado e modelo, capotou e caiu em valo na lateral da rodovia

Por causa da presença de grande volume de pedra brita no asfalto, três saídas de pistas foram registradas na rodovia SC- 449, duas delas seguidas de capotamento

Sombrio
Por pouco uma sequência de tragédias não foi registrada na rodovia SC- 449, que liga Sombrio a Jacinto Machado. Próximo a localidade de Linha Floresta, por causa da presença de grande volume de pedra brita no asfalto, três saídas de pistas foram registradas, duas delas seguidas de capotamento. Uma das vítimas ficou mais de sete horas presa nas ferragens do veículo a espera de socorro.

Prejuízo grande
O primeiro acidente aconteceu na tarde de domingo, dia 29, quando um veículo Celta de cor preta seguia na SC-449 e em determinado momento perdeu o controle deslizando sobre o acúmulo de pedra existente no asfalto. Joel do Canto, de 30 anos estava conduzindo o veículo. “Era por volta das 13h30 de domingo, fui levar meu cunhado em Jacinto Machado quando passamos pelo local, o carro perdeu o controle, mas não tinha muita coisa para fazer ao não ser tentar diminuir o impacto na tentativa de evitar o capotamento. Então, acabou caindo no valo que existe na marginal da pista e por sorte o carro não capotou”, contou Joel, que não teve ferimentos. Ele acredita que o conserto de seu carro chegará a R$ 3 mil.

Longas horas de espera
O segundo acidente foi na madrugada de domingo. O vereador eleito, empresário e modelo Luan Bristot, morador de Jacinto Machado, seguia sentido Sombrio-Jacinto Machado sozinho em seu carro Toyota Corolla, quando em determinado momento acabou também sendo surpreendido pelas pedras existentes no asfalto, exatamente no mesmo local onde Joel teria perdido o controle do carro no dia anterior.
Luan, em conversa com a reportagem do Jornal Correio do Sul, relatou que foi tudo muito rápido, e que durante a noite seguia com seu carro sentido Jacinto Machado quando perdeu o controle e acabou capotando e caindo em um valo.
“Parecia coisa de filme, assim que meu carro perdeu o controle foi em direção à marginal e colidiu em muito mato, depois deslizou mais de 20 metros no valo, capotando no final”, explica. Luan ainda fala de como se sentiu momentos após o acidente. “Fiquei muito preocupado, pois estava com veículo capotado em um valo e não tinha nem ideia da profundidade. Para piorar, perdi meu celular, não conseguindo nem pedir ajuda.”
Como o carro estava com as rodas para cima, ele teve que ficar de cócoras durante horas, e na tentativa de abrir a porta viu que todas estavam trancadas. Ao abrir o vidro do carro, uma grande quantidade de água entrou para dentro do automóvel. “Parecia cena do Titanic, aquela água entrando no carro. Então, dei um jeito de fechar o vidro. Vendo que não teria muitas soluções pois estava sem poder sair do carro, sem celular, tive de me apegar a orações com Deus para que alguém que passasse pelo local e me ajudasse. A espera, foi longa foram aproximadamente 7 horas e 30 minutos, em silêncio ouvindo veículos passarem na rodovia, mas nenhum parou, pois não conseguia ver meu carro que estava bem escondido. Quando começou amanhecer, um homem passou com uma moto e parou, mas depois continuou a seguir seu caminho. Por sorte esse homem retornou junto de outras pessoas, foi quando ouvi eles se questionando se poderia ter gente no carro, e comecei a bater forte no veículo”, conta. A história, que parece saída de um filme, reforçou a fé que Luan garante ser o que o fez manter a calma. “Esses homens enviados por Deus me ouviram e em uma força conjunta conseguiram abrir uma porta e me tirar do carro. Por sorte não tive ferimento graves, mas fui ao hospital para avaliação”, conclui. O carro de Luan ficou destruído.

Segunda de limpeza
O terceiro acidente, também no mesmo local, ocorreu por volta das 8 horas da manhã de segunda-feira, dia 30, quando o condutor de um veículo Renault Sandero de Sombrio seguia para Jacinto Machado e acabou saindo da pista, vindo a capotar e parar dentro do valo capotado. O condutor não teve ferimentos, apenas danos materiais. O motorista, que estava seguindo para o trabalho preferiu não comentar sobre o acidente.
Durante a manhã, a PMRV e PM estiveram no local. O Corpo de Bombeiros, a pedido das polícias, lavou a pista. A Prefeitura de Sombrio também enviou uma equipe de limpeza para retirar as pedras do asfalto.
Segundo informações, esse acúmulo de pedras já tinha sido notado durante a semana, quando de acordo com populares um caminhão teria passado com sua caçamba entreaberta e acabou derramando pedras no local.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui