Governo de coalizão é proposto em Sombrio

Entidades como a OAB, ACIS, CDL, Rotary e Lions querem união dos partidos em 2020

Rolando Christian Coelho, 23/06/2020

Entidades representativas de Sombrio, a exemplo da OAB, Associação Comercial e Industrial, CDL, Rotary Clube e Lions Clube, irão propor a união de forças dos partidos políticos do município, objetivando o lançamento, se possível, de uma candidatura majoritária única. A intenção é fazer com que haja uma convergência de forças das siglas partidárias do município, de modo a maximizar os ganhos da população.

O movimento que será lançado, a partir de hoje, pelas entidades objetiva, em princípio, colocar todos os partidos políticos no mesmo barco. “Estamos partindo do princípio de que quanto maior a união de forças, mais o município ganha em uma gestão municipal”, comenta o presidente da OAB, advogado André Barreto.

Hoje, as duas maiores siglas partidárias de Sombrio são o MDB, do prefeito Zênio Cardoso, e o Progressistas, do deputado estadual José Milton Scheffer. Em princípio, a construção de um projeto para o executivo municipal, como o que é idealizado pelas entidades, passa necessariamente pela presença destes dois partidos nas vagas da majoritária, com uma sigla ocupando a cabeça de chapa, e o outro o espaço destinado a vice. Os demais partidos entrariam no projeto ocupando secretarias e diretorias municipais. As entidades, no entanto, não estão criando fórmulas para que a união se concretize. “De nossa parte, o objetivo é incentivarmos a união de todos em prol de Sombrio. O espaço que caberia a cada um teria que ser discutido entre os próprios partidos”, comenta André Barreto.

Para o presidente da OAB, a crise econômica gerada pela pandemia de covid-19 trará reflexos muito negativos nos caixas das prefeituras a partir de 2021, quando as novas gestões municipais assumirão. “Esta crise já está sendo sentida, mas ela irá se acentuar ainda mais. O bom senso sugere que busquemos a união no poder público, e não a divisão”, sentencia André.

A partir de hoje, o movimento criado com este objetivo começará a ser divulgado. Ato seguinte, os partidos serão procurados para opinar a respeito. Caso a ideia evolua, o passo seguinte seria formatar a equação que colocaria todos os partidos do município, ou, pelo menos, a grande maioria deles, no mesmo palanque eleitoral em 2020.

Torres entra em alerta por conta do covid-19

Governo do Rio Grande do Sul colocou a região de Torres em situação de alerta, por conta da covid-19. As praias do município têm se transformado numa espécie de paraíso daqueles que relutam seguir as orientações quanto às precauções diante da pandemia. Basicamente, o uso de máscaras passará a ser obrigatório, restaurantes funcionarão somente das 11h às 15h, áreas de lazer só poderão ser utilizadas nos dias de semana, as praias não poderão ser frequentadas, centros comercias terão que ser fechados, e assim por diante. Governo catarinense deveria tomar medidas similares no que diz respeito aos municípios balneários de nossa região, pelo menos nos finais de semana. Por aqui, pontualmente na faixa litorânea, o desleixo é gritante, em especial nos sábados e domingos.

Scaini crê em aliança com até cinco partidos

Ex-prefeito de Balneário Arroio do Silva, Evandro Scaini (PSL), diz que a movimentação política em seu município ainda está parada. “Com exceção daquilo que estão fazendo na Câmara de Vereadores para me atingir”, comenta o ex-prefeito, se referindo a CPI dos Medicamentos, que apurou supostas irregularidades das gestões de Evandro ligadas a compra de medicamentos. No que diz respeito a questão político partidária, Scaini ressalta que seu projeto, com vistas a retornar ao comando do executivo, continua valendo. “Vamos construir um projeto sólido, que deverá contar, além do PSL, com mais três ou quatro partidos em nossa coligação”, sentencia.

Praia Grande pode ter quatro candidatos a prefeito

Em um cenário para lá de inusitado, Praia Grande poderá contar com quatro candidatos a prefeito neste ano. Henrique Maciel (PSL), que atualmente comanda a prefeitura, já se declarou candidato à reeleição. O Progressistas já oficializou a pré-candidatura do empresário Elizandro Machado, o Fanica. O MDB tem convergido para o nome do ex-vereador Adelírio Monteiro. Já o PL conta com o nome do vereador da Nelo da Rosa, assim como o do advogado Nelson Bertoldo. Em princípio, os quatro partidos não abrem mão de suas candidaturas e dizem que, no máximo, aceitariam que uma outra sigla compusesse como vice. Vale lembrar que Praia Grande possui histórico de múltiplas candidaturas a prefeito em eleições passadas.

Governador tem escapado ileso na CPI dos Respiradores

Governador Carlos Moisés da Silva (PSL) tem escapado relativamente ileso dentro da CPI dos Respiradores. Depoimentos de suspeitos, e de testemunhas, no caso da compra de 200 respiradores não entregues ao Governo do Estado, ao custo de R$ 33 milhões, não têm ligado diretamente Carlos Moisés à compra dos equipamentos. Em princípio, o governador não teria sido o ordenador direto da aquisição. Todavia, ainda recai sobre ele a responsabilidade pela gestão dos negócios do Estado, o que pode servir de estopim para um processo de impeachment na Assembleia Legislativa. Sem uma ligação direta, no entanto, qualquer processo neste sentido nasce fraco, podendo, até mesmo, ser congelado via judicial, como aconteceu com o ex-governador Paulo Afonso Vieira (MDB), no caso dos precatórios.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui