Partidos alternativos estão em alta na região

Siglas de direita deverão aparecer muito no pleito eleitoral deste ano em nossa região

Rolando Christian Coelho, 15/09/2020 

Siglas que até pouco tempo atuavam apenas como coadjuvantes no processo eleitoral de nossa região estão colocando a cara à tapa, e, em alguns casos, se dando bem, ao menos na pré-campanha majoritária deste ano. Distantes da eterna briga entre MDB e Progressistas, que têm norteado a política regional na grande maioria dos municípios, partidos como o PRTB, PSL, Republicanos, PSC, Avante e Psol tendem a se solidificarem como referenciais políticos aqui no Extremo Sul, depois do pleito de 15 de Novembro.

Disputar, obviamente, não significa vencer, mas, mesmo derrotados, muitos “partidos novos” devem deixar suas marcas, abrindo espaço para uma nova cultura política regional. Em alguns casos, no entanto, as chances de eleição são reais, principalmente entre os políticos do PRTB e do PSL. Herdeiras da Onda Bolsonaro, as duas legendas possuem nomes com reais chances de eleição em alguns municípios da região, tanto na majoritária, quanto na proporcional.

Nitidamente, a grande maioria dos partidos que têm aflorado como alternativa de poder em nossa região são de direita, ou extrema direita. Isto acaba sendo um peso para candidaturas tradicionais ligadas principalmente ao Progressistas, que tem sua base eleitoral fortemente ligada ao pensamento conservador. Principalmente no que diz respeito às candidaturas do PRTB, PSL e PSC, há uma tendência natural de que candidatos ligados a estas legendas roubem votos do ninho progressista, tanto das candidaturas executivas, quanto legislativas.

Na Onda Lula, que começou para valer no ano 2000, aconteceu justamente o contrário. As candidaturas do PT, muitas delas kamikazes, roubaram votos do MDB de forma espraiada. A moeda, agora, está invertida, e quem deve penar é a direita tradicional.

Em Praia Grande, MDB e PP voltam à velha rivalidade

MDB de Praia Grande bateu martelo e vai de chapa pura para a eleição majoritária deste ano. O ex-presidente da Câmara Municipal de Vereadores, Adelírio Monteiro, irá disputar o executivo tendo como companheiro de chapa o empresário Irineu Citadin. Em principio, o partido tem o apoio do Republicanos. A dupla irá enfrentar o empresário Fanica Machado (PP) e o vereador Rodrigo Mariani (PSDB), que terão o apoio do PSD, PT, PL, Podemos e PSL. Hoje o PCdoB deverá definir se irá coligar com o MDB, ou com o Progressistas. Em Praia Grande o PCdoB tem relativa expressão eleitoral, e já elegeu até mesmo vereador.

PP de Araranguá definirá vice de Daniel Viriato amanhã

Progressistas de Araranguá realizará sua convenção municipal amanhã, às 19h. Na ocasião, o pré-candidato a prefeito Daniel Viriato Afonso deverá ter seu nome homologado para a disputa do comando do executivo neste ano. A convenção também se destina a selar a aliança que orbitará o partido, com a indicação do candidato a vice, e dos candidatos a vereador. Em princípio, quatro nomes são cotados como vice de Daniel: Anísio Prêmoli e Karen Suyan, pelo PDT, Kila Ghellere, pelo Podemos, e Rodrigo Turatti, pelo PSL. O jogo, no entanto, está totalmente aberto, com PDT e PSL conversando francamente, também, com o MDB de César Cesa.

Santa Rosa do Sul deve ter três candidato a prefeito

Santa Rosa do Sul caminha a passos largos para ter três candidatos a prefeito neste ano. PSDB e MDB já realizaram sua convenção conjunta, homologando o nome de Almides da Rosa (PSDB) como candidato a prefeito, e de Pedro D’ávila da Cunha (MDB), como candidato a vice. Por sua vez, Progressistas e PSD não estão conseguindo se entender. Os dois partidos marcaram convenção para amanhã. O Progressistas tem a intenção de lançar Nelmo Emerim como candidato a prefeito, com Alex Bristot concorrendo como vice. Já o PSD tem encaminhada a candidatura a prefeito de Dorinha Oliveira, que deve concorrer com Higor de Souza Teixeira como seu vice.

PL de Passo de Torres confirma candidatura de Tonhão a prefeito

PL de Passo de Torres confirmou candidatura de Antônio Silveira, o Tonhão, como candidato a prefeito neste ano. Ele é uma das apostas do senador Jorginho Mello (PL) em nossa região. Tonhão irá concorrer ao comando do executivo tendo Micael Silveira, o Bola (PL), como candidato a vice. Em princípio, o PL de nossa região deverá ter esta candidatura majoritária, e também a do prefeito de Meleiro, Eder Mattos, que pretende disputar à reeleição. O caso de Meleiro, no entanto, ainda é uma incógnita, pois o PDT, que, em princípio, iria coligar com Eder, indicando seu vice, acabou indo para a oposição, e deverá se aliar ao Progressistas. Não é descartada a possibilidade de Eder ficar fora do processo eleitoral deste ano.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui